STF decide se torna Aécio Neves réu por corrupção e obstrução de Justiça

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidirá nesta terça-feira (17) se aceita a denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB). Aceitando, a corte torna o tucano réu por corrupção e obstrução a Justiça. A Procuradoria Geral da República denunciou o mineiro em junho do ano passado, por pedir propina de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da J&F, em troca de benefícios políticos, e por tentar atrapalhar a Operação Lava Jato.

A sessão está prevista para ás 14h, a TV Justiça não transmitirá ao vivo. Segundo o STF, as sessões que envolvem as turmas da corte, só podem ser acompanhadas de dentro do STF. Se os ministros aceitarem a denúncia, Aécio responderá como réu ao processo penal, pondo ser contestado a acusação como novas provas no processo.

A decisão de hoje (17) será apreciada pelos cinco ministros da Primeira Turma da Corte: Marcos Aurélio (relator do caso), Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Alexandre de Moraes e Rosa Weber. Aécio afirmou ser vítima de armação, a defesa do tucano declarou que precisa ter acesso a provas antes que ocorra o julgamento. A irmã, o primo e o ex-assessor também são denunciados no mesmo processo.