Secretária de Cuitegi emite documento do PNLD para esclarecer polêmica de livros encontrados em lixão

Um amontoado de livros didáticos foi encontrado num lixão que recebe o lixo do município de Cuitegi. Foi o que garantiu o vereador e presidente da Câmara da cidade, Biu do Canudo (Pros), durante discurso na tribuna da casa.

“Em um momento que o Brasil passa por dificuldades, precisando de mais educação, e acontece uma coisa dessa”, disse Biu.

O assunto é preocupante, o material é destinado aos municípios através do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), regido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O órgão esclarece que a cada ciclo de conclusão do ensino, os livros devem fazer parte do acervo da escola, afirmando que cabe a Secretaria Municipal de Educação definir o destino do material.

O prefeito de Cuitegi, Guilherme Madruga (PSB), ainda não se pronunciou sobre o assunto. A Secretária de Educação, Micheline Paulino, enviou a imprensa um esclarecimento extraído de uma página ligada ao FNDE.

O documento aponta o desfazimento dos livros didáticos, sendo uma espécie de apoio à gestão sobre o destino do material. Ainda não se tem um posicionamento do prefeito Guilherme Madruga ou da própria secretária sobre a localização dos livros no lixão.

O documento é intenso e fala sobre a sustentabilidade como princípio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). O texto deste documento enviado por Micheline não cita um paragrafo sobre os livros encontrados no lixão.

Confira abaixo o documento enviado por Micheline Paulino ao repórter Zé Roberto, da Rádio Constelação FM, o Blog do Galdino teve acesso.

Blog do Galdino