Roberto Santiago é preso na terceira fase da operação Xeque Mate da PF

A Polícia Federal deflagrou uma operação na manhã desta sexta-feira (22) a terceira fase da operação Xeque-Mate, que visa desarticular um esquema criminoso de contratos de manejo do lixo e fraudes licitatórias na Prefeitura de Cabedelo. A ação cumpre mandados de busca e apreensão, além de prisões.

O empresário Roberto Santiago é um dos alvos dos mandatos de prisão. Policias federais estão na casa e também no escritório dele.  Ele teria envolvimento da vertente financeira da organização criminosa que atua no município.

Os contratos investigados ultrapassam R$ 42 milhões. Os investigados devem responder pelos crimes de formação de organização criminosa, lavagem de  dinheiro, corrupção ativa e fraude licitatória, cuja penas, somadas, poderão chegar a mais de 30 anos de reclusão.

A operação ocorre com o apoio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco) e a Controladoria Geral da União.

A operação tem a participação de 65 Policiais Federais, sendo realizado o cumprimento de 11 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, nos Estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, bem como 1 mandado de prisão preventiva.

MaisPB

error: Este conteúdo é protegido!