Ricardo deixa comando do PSB e Gervásio assume presidência do partido na Paraíba

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) deixou nesta quarta-feira (08) a presidência da Comissão Provisória do PSB da Paraíba, após o prazo dos 120 dias estabelecido pelo TSE. Ricardo foi preso e, é investigado na Operação Calvário, além de ser apontado pelo Ministério Público Federal como chefe da organização criminosa que desviou recursos públicos da saúde e educação da Paraíba.

Ricardo ocupou a presidência da Comissão Provisória do PSB na Paraíba desde o ano de 2019. Contudo, Ricardo ocupará a presidência de Honra da sigla e permanecerá à frente da Fundação João Mangabeira.

O deputado federal Gervásio Maia (PSB) assume a presidência do partido na Paraíba. O parlamentar ocupava a vice-presidência da Comissão Provisória do PSB na Paraíba.

Em agosto de 2019 ocorreu uma autodissolução partidária, destruído o diretório estadual da sigla. A manobra foi orquestrada pelo ex-governador Ricardo Coutinho, insatisfeito por Edvaldo Rosas, presidente do partido, ocupar uma Secretaria no Governo do Estado.

Confira abaixo nota do partido.

Em virtude da necessidade estatutária de renovação da comissão provisória do Estado da Paraíba, comunicamos que o nosso sempre presidente Ricardo Coutinho, a partir desse novo momento, concentrará suas atividades mais especificamente na Fundação João Mangabeira. No entanto continuará como presidente de honra do partido no Estado e na executiva nacional, contribuindo como militante nas eleições de 2020, na luta das ruas e nos debates e desafios que juntos enfrentamos. 

Agradecemos a tarefa cumprida nesse período de transição interna do PSB paraibano, quando duplicamos as Comissões Executivas Municipais. Agora, o PSB-PB será presidido pelo deputado federal Gervásio Maia, que dará continuidade ao trabalho que faz do partido a grande força transformadora na Paraíba. 

Avante,

PSB Paraíba 

Blog do Galdino