Renato Meireles sai em defesa dos taxistas de Guarabira

O vereador Renato Meireles (PSB) levou a tribuna da Câmara Municipal a reunião que teve com o presidente do sindicato dos taxistas de Guarabira e a comissão formada pela categoria. Na ocasião o parlamentar pediu uma audiência pública para debater a situação que se encontra expostos os motoristas diante da Lei 856/2009, que obriga a padronização dos automóveis.

“Essa Lei tem quase 10 anos, mas devido a municipalização do trânsito, só agora está tendo a fiscalização, ou seja, passou a valer da noite para o dia, sem sequer ter um planejamento ou aviso aos profissionais para se adequarem as normas, como a cor e o ano do veículo. Inclusive, alguns taxistas compraram novos veículos na cor diferente da exigida e tiveram a renovação do alvará. Não tendo a prefeitura os alertados. E agora estão sendo fiscalizados e obrigados a se adequarem”, destacou o líder da bancada do PSB na Casa Osório de Aquino.

Renato ainda ressaltou a situação financeira de cada família de taxista e alertou para um possível incentivo a clandestinidade.

“Precisamos atender os anseios e a realidade do município. Trocar de carro requer planejamento, não é como comprar um bombom. Teve motorista que me alegou que se for preciso trocar de carro, ele deixa a profissão ou vai virar clandestino. E não é isso que queremos”, enfatizou o parlamentar.

O vereador Renato Meireles finalizou sua fala dizendo que a padronização dos táxis é importante para Guarabira, mas que se precisa ver alguma forma de prorrogar o prazo e fazer um amplo debate sobre o assunto, para não prejudicar a categoria dos taxistas.

Blog do Galdino/Assessoria