Raniery x João: Incoerência política ou coerência pelo poder?

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) traiu a confiança da bancada oposicionista na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), bem como de quem o elegeu para a função. O parlamentar negociava seu apoio ao governador João Azevêdo (Cidadania) enquanto ocupava a função de líder da oposição, na Casa Epitácio Pessoa. Com essa decisão, Raniery fugiu de seus princípios ideológicos e surpreendeu a Paraíba pela a sua incoerência política.

Conforme apurou o Blog do Galdino, Raniery só fez o comunicado de sua saída da liderança às 06h00, da última quinta-feira (23), e deixou o grupo de WhatsApp às 11h00 do mesmo dia. Os demais integrantes (deputados) relataram que o emedebista se utilizou da liderança para se beneficiar junto ao Governo do Estado.

Raniery tornou-se ao longo dos anos um crítico ferrenho aos governos de Ricardo Coutinho e de João Azevêdo. O parlamentar em vários momentos enalteceu, diariamente, as investigações da “Calvário”. Numa entrevista a TV Correio, Raniery orientou os paraibanos a buscarem informações do posicionamento político de seu candidato. Na ocasião, o emedebista falou a respeita de sua coerência e de seus princípios políticos.

O parlamentar chegou a cogitar durante entrevista a Rádio Band News FM, a possibilidade do envolvimento de João Azevêdo no esquema de corrupção que originou a Operação Calvário na Paraíba. Por outro lado, o próprio governador já chamou Raniery de “malandro”, enquanto inaugurava a Escola Estadual Antenor Navarro em Guarabira. O pulo para o lado de João mostra a coerência política do parlamentar pelo poder oferecido a sua família em Guarabira.

Redação/Blog do Galdino 

error: Este conteúdo é protegido!