Peemedebistas divergem sobre união com o PSDB e apoiam candidatura própria

Em decorrência da possibilidade para uma permanência de união entre partidos protagonista da oposição na Paraíba, que são eles; PMDB, PSDB e PSD visando o pleito de 2018. Alguns membros destas siglas defendem o fortalecimento da aliança, a exemplo do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) e o de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), além de Cássio Cunha Lima (PSDB) e Manoel Júnior (PMDB).

Porém, existem peemedebistas que discordam desta aliança com os tucanos, tendo em vista a rivalidade política existente em algumas regiões do estado, a exemplo de Guarabira. No início desta semana, o ex-governador Roberto Paulino (PMDB) revelou que irá “resistir enquanto puder”, afirmando que “não me vejo no mesmo palanque de Zenóbio Toscano”, argumentou.

O Deputado Federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) declarou que “divirjo dessa opinião, mais respeito”, afirmando que “mantenho minha posição coerente e espero que respeitem”, disse.

A ala dos divergentes dentro do PMDB ganhou o apoio de um novo protagonista, trata-se do deputado estadual, Raniery Paulino (PMDB), que segue a mesma ideologia do ex-governador Roberto Paulino (PMDB).
“O prefeito Zenóbio foi meu adversário na última eleição, será nesta eleição (2018) e será na próxima (2020), por que o PMDB terá candidatura própria”, disse. 


Blog do Galdino/Raelson Galdino