“Nós temos que nos unir em prol de Alagoa Grande”, afirma Sobrinho sobre possível fim da 9ª zona eleitoral

A Câmara de vereadores em Alagoa Grande, Brejo paraibano, realizou uma audiência pública na tarde desta sexta-feira (17) com lideranças políticas da cidade e outros municípios. O encontro foi realizando para debater o possível fechamento do ‘Cartório Eleitoral’, responsável pelas fiscalizações eleitorais em Alagoa Grande e Juarez Távora.
O prefeito de Alagoa Grande, Antônio Sobrinho (PSD) declarou que é necessário à união das lideranças políticas, seja o prefeito, deputado e os vereadores, além da sociedade, na avaliação de Sobrinho, o importante é assegurar a entidade na cidade.
“Nós temos que nos unir em prol de Alagoa Grande. A nossa união vai fazer a nossa força. Prefeito, Deputado, Vereadores e a Sociedade Civil precisam dar as mãos, porque quem ganha com isso é o povo de nossas cidades”, argumentou.
A audiência contou com a presença do prefeito de Alagoa Grande, Antônio Sobrinho (PSD), dos vereadores de Alagoa Grande, Pilões, Alagoinha e Juarez Távora, o deputado estadual João Bosco Carneiro (PSL), a vice-prefeita de Alagoinha Maria Rodrigues, Secretários, além de outras lideranças. A propositura da audiência foi do vereador alagoagrandense, Luis Lucindo (PSB). 
Em maio do decorrente ano, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, baixou uma resolução que atinge os tribunais regionais de todo o país.
Na Paraíba, deverá ser extinta aproximadamente 40 zonas eleitorais, são; Araruna, Texeira, Ingá, Rio Tinto, Esperança, Alagoa Grande, Solânea, Bananeiras, Jacaraú, Alagoa Nova, São Bento, Pocinhos, Aroeiras, Pedras de Fogo, Alagoinha, Pilar, Umbuzeiro, Areia, Taperoá, Sumé, Uiraúna, Brejo do Cruz, São José de Piranhas, Gurinhém, Juazeirinho, Serra Branca, Pirpirituba, Cruz do Espírito Santo, Remígio, Serraria, Belém, Malta, Coremas, Bonito de Santa Fé, Caiçara, Pilões, Cabaceiras, São João do Cariri e Prata.