Lira lamenta postura de Executiva Nacional do PMDB em punir parlamentares que votaram contra Temer

O líder do PMDB no Senado Federal, Raimundo Lira (PMDB) comentou nesta sexta-feira (11) a decisão tomada pela presidência da executiva nacional da sigla, em punir parlamentares que votaram pelo prosseguimento da denúncia contra o peemedebista, Michel Temer (PMDB).
Entre os punidos está o deputado federal paraibano, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB). Lira afirmou que não se sente confortável e lamentou a postura adotada contra os parlamentares, tendo em vista, que o PMDB sempre foi um partido democrático.
“Eu não me sinto confortável de ver o companheiro Veneziano sendo punido pelo partido. Até porque o PMDB, desde a resistência e redemocratização, tem um histórico de democracia, de permitir o máximo de liberdade aos seus membros. Eu vejo com poucas possibilidades dessas punições serem aprovadas pela executiva nacional”, ponderou.
Lira destacou o papel exercido por Veneziano dentro do PMDB, principalmente época de prefeito de Campina Grande por dois mandatos.
“É importante rememorar que Veneziano tem um histórico de muitos serviços aos PMDB, principalmente na época que foi prefeito de Campina Grande”, destacou.
Blog do Galdino/Raelson Galdino e Mais PB