Empresa afirma que Prefeitura de Guarabira favoreceu ganhadora de licitação

Depois da confusão entre representantes de gráficas e a comissão de licitação da Prefeitura de Guarabira, no último dia 11, o procurador comercial Elton Clean de Santana Silva, ligado a uma das empresas interessadas em participar do pregão presencial 012/2018, procurou a Polícia Civil para formalizar denúncia de crime no certame.

No boletim de ocorrência registrado na delegacia, ele afirma que o pregoeiro Anderson Luiz Pereira do Nascimento se negou a receber sua proposta de preço e também as de outros concorrentes. Na denúncia, Elton Clean também diz que o pregão ocorreu de modo a beneficiar um único participante.

A Polícia Civil ainda não se manifestou quanto à instauração de um possível inquérito policial, considerando que direcionamento de licitação é crime previsto em lei, podendo o responsável ser condenado por improbidade administrativa.

Pressionado pela repercussão da denúncia, que repercutiu na imprensa, redes sociais e na Câmara Municipal, o prefeito Zenóbio Toscano resolveu revogar o processo licitatório.

Portal 25 Horas