Em momento de pandemia, alguns só pensam no poder municipal

A população segue apreensiva com o aumento no número de casos da Covid-19, o novo coronavírus. O vírus anda causando transtornos pelo mundo desde novembro do ano passado. As pessoas compreendem que o atual momento é cheio de incerteza, é imprevisível planejar o futuro sem entender o real momento que vive a humanidade. Todo ser humano necessita de ideias, de ação, de contribuição e compreensão da realidade contextual.

As eleições de outubro já sentem o reflexo dos efeitos provocados pela doença. O número de pessoas infectadas pela Covid-19 ultrapassou os 391 mil casos nesta quarta-feira (27), também registrando 24.512 mortes em decorrência do vírus no Brasil.

Em algumas cidades da Paraíba, a exemplo do Brejo paraibano, cito o município de Alagoa Grande. Por lá o prefeito Antônio Sobrinho (PP) anda desenvolvendo um trabalho de combate ao vírus, buscando alternativas que gerem impactos significantes e diminua a disseminação do novo coronavírus. Já são 52 casos confirmados no município e uma morte registrada em decorrência da doença.

O gestor tem se esforçado sem o apoio da classe política de sua terra, felizmente, Sobrinho encontrou na população forças para criar medidas de enfrentamento ao vírus. As pessoas estão demonstrando apoio ás ideias elaboradas pela gestão. Por outro lado, alguns só pensam em fazer ações com o objetivo político-partidária, com ânsia no poder municipal.

Essa pratica tem sido cada vez mais frequente no município, contudo, menosprezada pela população. O brasileiro não pensa em se dirigir as urnas neste momento turbulento, optam pelo equilíbrio na saúde pública e no retorno de sua rotina diária. Preferem a sensatez ao invés da estupidez política, buscam a unificação de ideias.

Apenas Sobrinho cria alternativas de combate, enquanto outros vivem relembrando ações de 15 ou 20 anos atrás. Não move uma palha, não elabora qualquer ação de enfrentamento a doença. Caso a população necessitasse de voltar ao passado, buscaria na história recente do município ás ações e investimentos realizados há praticamente 02 ou 03 anos, a exemplo da reabertura do Hospital Municipal.

É reprovável qualquer atitude que envolva o jogo político neste momento, essa manobra deve ser repudiada pelas pessoas. O povo precisa vencer o vírus e, isso, só será possível através de ações e coragem para encararem a doença de frente. Enquanto alguns pensarem nos interesses pessoais , o vírus avançará e fará novas vítimas.

Blog do Galdino