Confira: Secretários são exonerados em Araçagi após reunião com prefeito

O Município de Araçagi, Região Metropolitana de Guarabira, vivencia um ano turbulento em sua administração, com cortes de contratados, fechamentos de escolas na zona rural, e o último episódio, a AGEVISA (Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba) suspendeu [fechamento] as atividades na Unidade Mista de Saúde Vanildo Maroja. 

Um interlocutor adiantou ao Blog do Galdino, em maio do decorrente ano, que o prefeito Murílio Nunes (PSB) iria “fechar” a Unidade Mista de Saúde (Hospital) Vanildo Maroja, e reabriria como Policlínica. Passados alguns meses a informação se confirma, porém, se fez necessário uma intervenção da AGEVISA para suspender as atividades. No entanto, o órgão aponta as obras que ocorrem no local como causador para a suspensão. 
A Secretaria de Saúde do município diz que a AGEVISA suspendeu os atendimentos clínicos e ambulatoriais. O vereador Jandilson Figueiredo (PSB) disse que o laudo emitido pelo órgão, não específica à atividade suspensa, e sim todo o atendimento da Unidade.  
Reconhecimento

Pedimos desculpas ao leitores que em publicação anterior, o Blog do Galdino trazia a informação que o prefeito Murílio Nunes (PSB) havia reduzido os salários dos secretários de Cultura, Agricultura e Transporte. Na realidade, foram exonerados das funções. Confira abaixo. 

Mudança
O interlocutor ressurgiu, e revelou a editoria do Blog do Galdino que o prefeito Murílio Nunes (PSB) se reuniu com os secretários de Transporte, Agricultura e Cultura na última quinta-feira (24). 
O encontro aconteceu em seu gabinete na Prefeitura, revelando que nos próximos três meses, os responsáveis pelas pastas não receberão os salários de SECRETÁRIOS, a partir de agora estão exonerados das funções. O gestor pediu a compreensão, disse que após esse prazo retornarão aos postos. No entanto, teve secretário que saiu cabisbaixo com a notícia. 

Os secretários exonerados passam a receber conforme as suas funções de concursados no quadro administrativo. 
O Blog do Galdino tomou conhecimento, que um secretário disse ao gestor que entregaria o prédio onde funciona a sua Secretaria, o prefeito não acatou a ideia, disse que não estava acabando com a pasta, essa medida seria apenas durante três meses, após esse período retornaria à normalidade.
O interlocutor adiantou que a medida prevista pelo gestor, será para se enquadrar na Lei de Responsabilidade Fiscal, em diminuir os gatos com a folha pessoal, que é fiscalizada pelo Tribunal de Conta do Estado (TCE-PB).
  
O Diretor de Recursos Humanos e a Diretora da Unidade Mista de Saúde Vanildo Maroja, também deixam as funções e volta aos cargos de concurso.

Blog do Galdino/Raelson Galdino