Câmara de Lagoa de Dentro emite nota e afirma que prefeito Fabiano é vaiado na 1ª sessão do ano

Nesta terça-feira (04/02), a Câmara Municipal de Lagoa de Dentro iniciou os trabalhos legislativos em sua 1ª Sessão Ordinária. Na abertura dos trabalhos, o Presidente Camaf anunciou a presença do Prefeito Fabiano Pedro e o convidou para compor a mesa.

Após registrar o comparecimento de alguns populares na casa, convidado pelo Presidente, o Prefeito vai à tribuna e fala por mais de 20 minutos.

Durante o grande expediente dos vereadores, algumas reivindicações e melhorias foram feitas diretamente ao chefe do poder executivo, aproveitando sua presença na casa Acrísio Freire Vieira, fato que teria motivado o Prefeito Fabiano Pedro a manifestar interesse em uma réplica na tribuna, para justificar as cobranças que foram feitas pelos vereadores. Porém, o regimento interno da Câmara Municipal não permite réplica nem por parte dos vereadores, tão pouco de convidados.

Cumprindo regimento interno, o Presidente Camaf negou a réplica justificando que não poderia descumprir as regras nem abrir exceções. No momento do anúncio os populares que se faziam presente se manifestaram com uma salva de palmas calorosa em apoio a decisão democrática do Presidente, o que teria desencadeado um ataque de fúria no Prefeito, que em um ato ditatorial e de total coronelismo, se dirige aos vereadores da situação presentes e ordena que  juntamente com ele, se retirem da sessão.

Ordem que foi prontamente atendida, deixando o plenário com um número insuficiente de vereadores para continuar os trabalhos. Não tendo outra opção, o Presidente da casa encerra os trabalhos aos gritos de muitas vaias em reprovação a atitude do Prefeito Fabiano Pedro e os vereadores subalternos, que de forma grosseira se retiraram do recinto.

O cenário de subserviência dos vereadores ao Prefeito, contradiz o fator primordial para o cargo de um vereador, que deveria fazer o papel de fiscal do povo, juntando-se a população para cobrar melhorias do chefe do executivo.

Da Assessoria/Câmara Municipal