Câmara de Guarabira realiza audiência pública para debater fumaça tóxica do lixão

A Câmara Municipal de Guarabira realiza na próxima terça-feira (31), às 17h, uma audiência pública para debater os problemas causados pela fumaça tóxica proveniente de queimadas do lixão. A propositura de autoria do vereador Renato Meireles (PSB) foi aprovada por unanimidade no plenário da Casa Osório de Aquino e discutirá sobre o impacto ambiental e bem-estar das comunidades próximas ao lixão.
“O lixão situado as margens da Rodovia PB-073, além de ser um cartão postal negativo aos olhos dos visitantes que vem de João Pessoa, continua diariamente recebendo toneladas de lixo sendo prejudicial à saúde pública, principalmente, quando colocam fogo e a fumaça tóxica encobre a cidade causando problemas a respiração de muita gente, algumas até precisam de internação hospitalar”, enfatizou Renato destacando também as condições de trabalho e falta de apoio aos que do lixão tiram o sustento diário.


Foram convidados para a audiência representantes do Poder Executivo, do Ministério Público, da Unidade de Pronto Atendimento de Guarabira (UPA), da empresa responsável pelo aterro sanitário, das comunidades envolvidas e de outros segmentos da sociedade.
De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010), o prazo para os municípios eliminar os lixões é até 2 de agosto de 2024. Porém, as prefeituras têm até 2020 para elaborarem o plano de gestão integrada de resíduos sólidos.
Blog do Galdino/Assessoria