Connect with us

Política

Em conversas no WhatsApp, funcionários desabafam contra lideranças dos girassóis de Guarabira

Postado

em

Imagem com servidores estaduais participando de Caravana promovida por Renato Meireles e Célio Alves (Foto: Reprodução/PB Vale).

Uma conversa divulgada entre possíveis funcionários da UPA de Guarabira, mostra o grau de insatisfação dos prestadores de serviços com as lideranças do Girassol na cidade. Os servidores questionam na conversa as convocações dos “lideres” para participarem de eventos políticos após o horário de expediente na unidade de saúde. O último evento realizado pelo ‘grupo’ foi a Caravana que visitou bairros de Guarabira, ato promovido contra o Projeto de Lei que regulamenta a CIP.

No print é possível identificar que os envolvidos no bate-papo fazem menção ao “pai e o filho”, possivelmente, fazendo referências ao ex-vereador Beto Meireles e o filho, o atual vereador Renato Meireles (PSB). Na conversa afirmam que o parlamentar cobra demais dos funcionários, aqueles que receberam sua indicação para trabalharem em órgãos do Governo do Estado.

Um dos funcionários declara na conversa que corre o risco de sofrer perseguições caso não participe dos movimentos políticos que são promovidos na cidade. “Trabalhar pra ficar sendo chamado pra tudo sem a pessoa poder, e depois fica sendo perseguido”, escreve.

Na sequência dizem ficar na “torcida” para está de plantão durante realizações dos atos políticos que são promovidos pelas lideranças do PSB. Também lamentam por não terem outra renda de sobrevivência. Confira abaixo.

Print de conversa é enviada a editoria do Blog (Foto: Arquivo/Blog do Galdino).

Blog do Galdino