Pular para o conteúdo principal
 

Camila cobra divulgação oficial de violência doméstica e ações concretas de enfrentamento

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) cobrou, nesta terça-feira (2), que o Governo do Estado divulgue, semanalmente, as estatísticas de violência doméstica no Estado para que os órgãos competentes possam adotar medidas de prevenção. Dados apontam que apenas neste feriadão a Polícia Militar atendeu 95 chamados de violência contra mulher. “Não precisamos apenas de debates e mais debates, carecemos de ações concretas de enfrentamento a essa violência crescente”, disse.

“É preciso que o Governo do Estado divulgue essas estatísticas para que os órgãos competentes tenham conhecimento e possam tomar providências no sentido de prevenir as agressões realizadas todos os dias no nosso Estado. Temos que tratar desse tema na Assembleia Legislativa”, disse a deputada.

Conforme dados da Segurança Pública, mais da metade dos casos foram registrados na região metropolitana de João Pessoa, com 60 chamados, sendo 36 na Capital, sete em Santa Rita, cinco em Bayeux e dois em Cabedelo.

A cidade de Campina Grande também teve um número expressivo de chamados, com 17 solicitações nos bairros do Catolé, Castelo Branco, Acácio Figueiredo, Cruzeiro, Três Irmãs, José Pinheiro, Santo Antônio, Pedregal, Alto Branco e Bodocongó. Em um dos casos, no Pedregal, a PM conduziu um homem que, após uma discussão, agrediu a mulher com um pedaço de madeira.

Outro problema destacado pela parlamentar é quanto a falta de divulgação do número de estupros na Paraíba. “Temos também esse grande problema nos números reais dos casos de estupro no Brasil, principalmente na Paraíba, já que a subnotificação deste tipo de crime é extremamente elevada. É essencial termos conhecimento desses números que crescem a cada dia. Precisamos também da punição dos criminosos e incentivo para que as mulheres denunciem, mas para isso, elas precisam sentir segurança de que nada vai acontecer”, destacou a deputada.


Assessoria 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morre em Guarabira Zenobinho vítima de Edema Agudo de Pulmão

Morreu vítima de Edema Agudo de Pulmão, Antônio Altino Batista, conhecido como Zenobinho, na tarde deste domingo (16) no Hospital Regional de Guarabira. Ele passou mal em sua residência, socorrido, mas acabou não resistindo e veio a óbito. Na unidade hospitalar, teve três (03) paradas cardíacas.
Zenobinho sofria de pressão alta e diabete, no Hospital, a equipe médica realizou diversos atendimentos socorrê-lo, das três paradas cardíacas, os médicos conseguiram reverter em duas, a terceira, não foi possível.
Zenobinho era muito querido por diversos meios da sociedade guarabirense, sejam políticos, empresários, comerciantes, além de pessoas simples da cidade.

Guarabira ganhará biblioteca sobre trilhos em antiga estação

O prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB) realizará mais uma ação em torno da cultura e educação do município, desta vez, o gestor guarabirense conseguiu junto a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) um vagão de trem, que será transformado em uma biblioteca. Toscano está resgatando a antiga Estação Ferroviária, no Bairro da Esplanada, onde ficará o vagão doado.




Zenóbio anunciou que implantará algumas ações na localidade, onde recuperará a história ferroviária de Guarabira através do Museu da Ferrovia e a construção do Parque da Estação, que atenderá os moradores da Esplanada. O chefe do executivo municipal pretende restaurar a chamada ponte de tábua, que fica por trás do prédio.



O Parque da Estação receberá uma academia da saúde, duas quadras esportiva uma com piso, a segunda de areia, além de contar com equipamentos que atenderá as crianças e uma pista de skates.



Sobrevivente: Rafael diz que imaginou chegarem os três mortos em Araçagi

A equipe de resgate do Corpo de Bombeiro iniciou nesta terça-feira (25) o terceiro dia de buscas à Ivandro Batista [Vandinho], desaparecido no último domingo (23). Vandinho estava com o filho e amigos na praia do Coqueirinho, Baía da Traição, Litoral Norte paraibano, quando foi levado por uma correnteza.
De acordo com relatos de pescadores, o local onde Vandinho estava com o filho, é impróprio para o banho, o lugar acontece o encontro do rio com o mar. Durante o ocorrido, o filho de Vandinho relatou a pessoas próximas, que conseguiu erguer das águas o pai por um último instante, e percebeu que seu genitor (pai) estava com os olhos branco, e sem reação.
Rafael um dos sobreviventes, disse durante participação no jornalístico da Rádio Marmaraú FM, que caminhavam pelo banco de areia, instantes depois, revelou que não conseguiam alcançar o solo. Contou que Vandinho apenas pensou em salvar o filho, afirmou imaginar os três chegando em Araçagi ‘mortos’.  
Blog do Galdino/Raelson Galdino