Pular para o conteúdo principal

Fluminense foge da torcida, mas não esconde ausência de Diego Cavalieri

O Fluminense vai para o jogo deste domingo, contra o Sport, no Maracanã, querendo conter os próprios focos de incêndio. Acuada, a diretoria mudou a rotina do time, bancou a permanência do técnico Cristóvão, mas não evitou a surpresa pela ausência do goleiro Diego Cavalieri, um dos principais alvos dos protestos da torcida na tarde de quinta-feira.

A crise, acentuada pela derrota para a Chapecoense, fez com que a equipe se afastasse de casa. Com receio de novas manifestações de torcedores nas Laranjeiras, os treinos desta sexta e deste sábado foram transferidos para o campo do Exército, na Urca.

— Estamos buscando tranquilidade para trabalhar. Somente com vitórias é que vamos superar esse momento — afirmou o vice-presidente de futebol Mário Bittencourt.

Na Urca, conversaram separadamente Cristóvão, o presidente Peter Siemsen, Bittencourt e o diretor de futebol Paulo Angioni. Na pauta, a brusca queda de rendimento da equipe e a crise interna. Mais tarde, coube a Bittencourt ir a público e garantir a permanência do treinador à frente da equipe até o fim do Brasileiro. 

Pressionado, Cristóvão corre o risco de demissão se o Tricolor não vencer o Sport e já tem a sombra de 
Enderson Moreira, que conta com a simpatia de Fred.

— Temos um treinador muito capacitado e equilibrado. Independentemente do que acontecer, Cristóvão permanece conosco até o fim do Campeonato Brasileiro — afirmou o dirigente.

Apesar do discurso apaziguador , os reflexos da crise seguem acontecendo. Nesta sexta, a grande maioria dos jogadores chegou com seus carros particulares à Escola de Educação Física do Exército. Um que não chegou foi o goleiro Diego Cavalieri. O camisa 12 não apareceu para treinar um dia depois de ter sido um dos principais alvos dos torcedores que protestaram no aeroporto, sendo chamado de mercenário.

Cavalieri é um dos jogadores que ainda não renovaram o atual contrato, com término em dezembro, e, o suposto pedido de R$ 500 mil de salário, pôs a torcida contra ele e o deixou insatisfeito. Procurado, o Fluminense disse que o goleiro se ausentou por ter apresentado um quadro de gastroenterite.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morre em Guarabira Zenobinho vítima de Edema Agudo de Pulmão

Morreu vítima de Edema Agudo de Pulmão, Antônio Altino Batista, conhecido como Zenobinho, na tarde deste domingo (16) no Hospital Regional de Guarabira. Ele passou mal em sua residência, socorrido, mas acabou não resistindo e veio a óbito. Na unidade hospitalar, teve três (03) paradas cardíacas.
Zenobinho sofria de pressão alta e diabete, no Hospital, a equipe médica realizou diversos atendimentos socorrê-lo, das três paradas cardíacas, os médicos conseguiram reverter em duas, a terceira, não foi possível.
Zenobinho era muito querido por diversos meios da sociedade guarabirense, sejam políticos, empresários, comerciantes, além de pessoas simples da cidade.

Guarabira ganhará biblioteca sobre trilhos em antiga estação

O prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB) realizará mais uma ação em torno da cultura e educação do município, desta vez, o gestor guarabirense conseguiu junto a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) um vagão de trem, que será transformado em uma biblioteca. Toscano está resgatando a antiga Estação Ferroviária, no Bairro da Esplanada, onde ficará o vagão doado.




Zenóbio anunciou que implantará algumas ações na localidade, onde recuperará a história ferroviária de Guarabira através do Museu da Ferrovia e a construção do Parque da Estação, que atenderá os moradores da Esplanada. O chefe do executivo municipal pretende restaurar a chamada ponte de tábua, que fica por trás do prédio.



O Parque da Estação receberá uma academia da saúde, duas quadras esportiva uma com piso, a segunda de areia, além de contar com equipamentos que atenderá as crianças e uma pista de skates.



Sobrevivente: Rafael diz que imaginou chegarem os três mortos em Araçagi

A equipe de resgate do Corpo de Bombeiro iniciou nesta terça-feira (25) o terceiro dia de buscas à Ivandro Batista [Vandinho], desaparecido no último domingo (23). Vandinho estava com o filho e amigos na praia do Coqueirinho, Baía da Traição, Litoral Norte paraibano, quando foi levado por uma correnteza.
De acordo com relatos de pescadores, o local onde Vandinho estava com o filho, é impróprio para o banho, o lugar acontece o encontro do rio com o mar. Durante o ocorrido, o filho de Vandinho relatou a pessoas próximas, que conseguiu erguer das águas o pai por um último instante, e percebeu que seu genitor (pai) estava com os olhos branco, e sem reação.
Rafael um dos sobreviventes, disse durante participação no jornalístico da Rádio Marmaraú FM, que caminhavam pelo banco de areia, instantes depois, revelou que não conseguiam alcançar o solo. Contou que Vandinho apenas pensou em salvar o filho, afirmou imaginar os três chegando em Araçagi ‘mortos’.  
Blog do Galdino/Raelson Galdino