Pular para o conteúdo principal

Sem Felipão, CBF estuda a possibilidade de contratar técnico estrangeiro

Luiz Felipe Scolari
Quando Mano Menezes deixou o cargo, em novembro de 2012, ventilou-se a possibilidade de o espanhol Pep Guardiola, que atravessava um ano sabático em Nova York, ser convidado para o posto. No entanto, José Maria Marin e Marco Polo Del Nero abafaram a possibilidade na época dizendo que a seleção havia ganhado seus cinco títulos mundiais com brasileiros no banco de reservas e que não teria nada de novo que um estrangeiro pudesse ensinar.
Mas, depois de sofrer dez gols em dois jogos e passar vergonha dentro de casa, os mandatários da Confederação Brasileira de Futebol parecem ter mudado de ideia. Alguns nomes já ganham força nos bastidores.

O próprio Guardiola é um deles. Hoje comandante do Bayern de Munique, o espanhol já deixou explícito o seu desejo de dirigir uma seleção e sua proximidade de estilo com o futebol brasileiro facilitaria o trabalho. Em 2012, quando seu nome foi especulado, Pep disse que a única equipe do mundo em que ele começaria a treinar no dia seguinte seria a Seleção Brasileira.

Outro nome badalado que vem sendo estudado pela CBF é do português José Mourinho. Supercampeão, mas sem nenhuma passagem por seleção, Mourinho serviria perfeitamente para diminuir a pressão popular e da imprensa esportiva depois da vexatória participação na Copa do Mundo. Poucos teriam esse peso como Mourinho.

O alemão Jurgen Klinsmann é uma terceira possibilidade. A boa apresentação dos Estados Unidos no Mundial teria impressionado a cúpula da CBF, mas, pesa o fato de Klinsmann ter contrato até a Copa de 2018.

Entre os brasileiros, o preferido é Tite, que ganhou tudo com o Corinthians recentemente e passou o último semestre sem trabalhar à espera de um convite da seleção. Alexandre Gallo, coordenador das categorias de base da CBF, pode assumir o cargo de forma interina até que um nome seja oficializado; a CBF pensa em Gallo para dirigir o time olímpico nos Jogos do Rio em 2016.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morre em Guarabira Zenobinho vítima de Edema Agudo de Pulmão

Morreu vítima de Edema Agudo de Pulmão, Antônio Altino Batista, conhecido como Zenobinho, na tarde deste domingo (16) no Hospital Regional de Guarabira. Ele passou mal em sua residência, socorrido, mas acabou não resistindo e veio a óbito. Na unidade hospitalar, teve três (03) paradas cardíacas.
Zenobinho sofria de pressão alta e diabete, no Hospital, a equipe médica realizou diversos atendimentos socorrê-lo, das três paradas cardíacas, os médicos conseguiram reverter em duas, a terceira, não foi possível.
Zenobinho era muito querido por diversos meios da sociedade guarabirense, sejam políticos, empresários, comerciantes, além de pessoas simples da cidade.

Guarabira ganhará biblioteca sobre trilhos em antiga estação

O prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB) realizará mais uma ação em torno da cultura e educação do município, desta vez, o gestor guarabirense conseguiu junto a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) um vagão de trem, que será transformado em uma biblioteca. Toscano está resgatando a antiga Estação Ferroviária, no Bairro da Esplanada, onde ficará o vagão doado.




Zenóbio anunciou que implantará algumas ações na localidade, onde recuperará a história ferroviária de Guarabira através do Museu da Ferrovia e a construção do Parque da Estação, que atenderá os moradores da Esplanada. O chefe do executivo municipal pretende restaurar a chamada ponte de tábua, que fica por trás do prédio.



O Parque da Estação receberá uma academia da saúde, duas quadras esportiva uma com piso, a segunda de areia, além de contar com equipamentos que atenderá as crianças e uma pista de skates.



Sobrevivente: Rafael diz que imaginou chegarem os três mortos em Araçagi

A equipe de resgate do Corpo de Bombeiro iniciou nesta terça-feira (25) o terceiro dia de buscas à Ivandro Batista [Vandinho], desaparecido no último domingo (23). Vandinho estava com o filho e amigos na praia do Coqueirinho, Baía da Traição, Litoral Norte paraibano, quando foi levado por uma correnteza.
De acordo com relatos de pescadores, o local onde Vandinho estava com o filho, é impróprio para o banho, o lugar acontece o encontro do rio com o mar. Durante o ocorrido, o filho de Vandinho relatou a pessoas próximas, que conseguiu erguer das águas o pai por um último instante, e percebeu que seu genitor (pai) estava com os olhos branco, e sem reação.
Rafael um dos sobreviventes, disse durante participação no jornalístico da Rádio Marmaraú FM, que caminhavam pelo banco de areia, instantes depois, revelou que não conseguiam alcançar o solo. Contou que Vandinho apenas pensou em salvar o filho, afirmou imaginar os três chegando em Araçagi ‘mortos’.  
Blog do Galdino/Raelson Galdino